Você é a página de meu destino

escrever-carta

Você é a página mais linda que o destino escreveu na minha vida. Você é o sonho bom que a vida trouxe em suas asas, pousando dentro de meu coração.

Nosso amor é a flor que floresce incessantemente dentro de meu peito e o odor perfuma todo o ambiente quando seus olhos caem nos meus.

Quando o vejo ouço as canções de amor que vibram nas cordas do violino de meu coração e tenho medo que as pessoas ouçam esse imenso vibrar.

Sinto a impermanência do tempo quando encontro você e desejo intensamente parar o tempo para que esse momento se perpetue.

Minha alma canta ao ver você chegar, e o mundo todo desaparece com seu olhar no meu.

Meu amor por você tem todas as letras, palavras, pronúncias e sotaques de todas as línguas do mundo.

Creio que tudo nesta vida se renova, recomeça, tudo renasce. Por isso essa força que nos move em direção um do outro a cada vez mais neste e em outros dias e vidas que virão.

Somos a paz e a felicidade acontecendo a todo instante, e perdidos viveremos este amor infinito, sobrevoando o mundo e as vidas que ele traz.

Nossa necessidade de pertencimento

um homem e uma mulher

Hoje eu gostaria de conversar com você sobre uma necessidade aparentemente muito simples do ser humano, a necessidade afetiva. Talvez você já tenha ouvido alguém falar sobre isso, ou até mesmo já tenham dito que você é uma pessoa carente. Só para deixar claro, tanto a famosa carência como a necessidade afetiva são a mesma coisa. Tudo bem até aqui? Então vamos lá.

Mas afinal o que seria a necessidade afetiva?

A necessidade afetiva ou de afeto, é a necessidade que temos de dar e receber o amor, de receber o carinho e a atenção das outras pessoas. Simples assim… precisamos sempre receber e dar esses sentimentos ao próximo.

Na nossa história evolutiva, nós podemos notar que o homem nem sempre deu atenção a essa necessidade. Claro, com tanta coisa ainda para ser suprida o homem não se preocupava muito com os sentimentos. Na verdade, a maior preocupação era mesmo em existir e garantir a existência da espécie.

Mas o homem foi mudando. O homem conquistou muito para garantir a sua existência. Porém, chegamos a um novo paradigma.

O que precisamos agora?

O homem já havia criado meios para garantir a existência, a sua segurança e procriação, então o que mais nos faltaria?

É aí que a coisa complica.

O homem começou a sentir novas necessidades. Necessidades que as vezes não sabemos muito bem definir. Mas no fundo sentimos que ainda falta algo.

O ser humano passou a sentir falta de ser feliz. Sentiu falta de viver uma alguma coisa a mais. Experimentar sensações novas e prazerosas. E o que seria mais prazeroso que viver o amor, viver uma paixão e sentir o carinho de alguém que nos queira bem?

Nem precisa me dizer que isso é subjetivo.

Cada pessoa tem a sua necessidade de oferecer e viver o afeto das pessoas que a rodeiam. Umas mais, outras menos, mas todas necessitam.

Mas às vezes sinto que a cada dia as pessoas têm mais dificuldades em expressar o que sentem. Chega a parecer que estamos perdendo as nossas habilidades em dizer ao próximo o que sentimos por eles. É possível observar que isso tem tomado uma proporção que nos faz sentir “estranhos” por expressarmos o que sentimos.

Pare e pense um pouco. Se é tão necessário para o homem viver o amor, por que às vezes as pessoas ficam sem jeito em presentear a pessoa amada com um buquê de flores? E por que isso é algo que está ficando raro?

Se precisamos do afeto, por que nós mesmos temos cada vez mais dificuldades em dizer ao outro o quanto ele é importante para nós?

Inclusive, quando foi a última vez que você disse a alguém o quanto essa pessoa é importante para você?

Posso notar que muitas pessoas acreditam que outras pessoas gostam delas, apenas pela forma a qual agem e não por já terem expressado isso. E é algo tão simples dizer: “você é legal, eu gosto de você!”.

Necessidade de afeto tem remédio.

Ainda bem que o remédio é algo muito gostoso e agradável de se tomar, cuja composição é o amor, o carinho e atenção…

Não espere que seu estoque de afeto termine para que você o preencha. Sugiro que corra e demonstre o que você sente pelas pessoas. Desde que você saiba aonde pisa, é claro.

Para não se frustrar, não espere muito o que as pessoas vão lhe responder. Contente-se apenas em ter tido a oportunidade de dizer o que sente por elas. Quem sabe a sua demonstração de afeto incentive a outra pessoa a expressar o que ela sente. Gosto de pensar que as pessoas que mais oferecem são as que mais recebem.

Você já se questionou sobre nossa necessidade de amor? Por que vivemos na busca de encontrar alguém que preencha nossas vidas? Dessa necessidade de ter alguém que nos complete? A vontade da segurança e proteção faz parte de todas as pessoas, até mesmo aquelas que negam tal fato. Sentir falta dessa ligação com o outro é de nossa essência. Como dizia Aristóteles “O homem é um animal social”.

É da natureza humana essa carência de ter ao seu lado alguém especial.

A necessidade de ser amado pelo outro vem da necessidade de se amar. Como as vezes não fazemos bem esse papel, o transferimos para uma outra pessoa.

Aristóteles fundamenta a tese que “o homem é um animal social” dizendo que a união entre os homens é natural, porque o homem é um ser naturalmente carente, que necessita de coisas e de outras pessoas para alcançar a sua plenitude. Aristóteles afirma:

“As primeiras uniões entre pessoas, oriundas de uma necessidade natural, são aquelas entre seres incapazes de existir um sem o outro, ou seja, a união da mulher e do homem para perpetuação da espécie (isto não é resultado de uma escolha, mas nas criaturas humanas, tal como nos outros animais e nas plantas, há um impulso natural no sentido de querer deixar depois de individuo um outro ser da mesma espécie).” (Política, I, 1252a e 1252b, 13-4). Essa é a opinião de Aristóteles.

Milhões de palavras foram gastas, ao longo dos séculos, para descrever os mistérios da paixão. Do matemático Blaise Pascal (“o coração tem razões que a própria razão desconhece”) ao físico Albert Einstein (“como a ciência poderia explicar um fenômeno tão importante como o amor?”), todas as maiores mentes da humanidade se declararam impotentes frente aos mistérios e caprichos da paixão. Elas estavam erradas. A ciência está começando a descobrir que existe, sim, lógica no amor. E, quem sabe, até uma fórmula. Matemáticos da Universidade de Genebra estudaram 1074 casamentos, analisando diversas características dos cônjuges, e chegaram a uma fórmula do que seria o par ideal – com maior taxa de felicidade e menor risco de separação. A mulher deve ser 5 anos mais jovem e 27% mais inteligente do que o homem (o ideal é que ela tenha um diploma universitário, e ele não). E é preciso experimentar bastante antes de decidir: uma análise feita pelos estatísticos John Gilbert e Frederick Mosteller, da Universidade Harvard, apontou que, se você se relacionar com 100 pessoas durante a vida, suas chances de encontrar o par ideal só chegam ao auge na 38ª relação. Faça tudo isso e você será premiado com 57% mais chance de ser feliz. Mas, se você achou essas condições meio sem sentido, ou no mínimo difíceis de seguir, acertou. As conclusões são puramente estatísticas, ou seja, projetam um cenário ideal e não levam em conta as decisões que as pessoas realmente tomam: praticamente todos os casais estudados pelos cientistas suíços (para ser mais exata, 99,81%) não viviam seguindo à risca a fórmula. Afinal, as pessoas não são equações. São uma pilha de neurotransmissores, hormônios – e experiências.

Imagine que você está numa festa. Muita gente interessante, troca de olhares, paquera. Na dança do acasalamento humano, os homens dão mais valor à beleza e à juventude – e as mulheres estão mais preocupadas com o nível socioeconômico do parceiro (sim, isso inclui dinheiro). Você provavelmente já sabe disso. É universal. “Num levantamento que fizemos com 10 mil pessoas, em 37 países, essas diferenças sempre se mantiveram – independentemente de local, habitat, sistema cultural ou tipo de casamento”, afirma o psicólogo evolutivo David Buss, da Universidade do Texas, em seu livro A Evolução do Desejo. O que você não sabe é que essa diferença não é um clichê sexista – tem uma explicação cerebral. Quando o homem olha uma foto de sua mulher ou namorada, sua atividade cerebral se concentra nas áreas de processamento visual – como a área fusiforme, que processa as imagens de rostos. Já quando a mulher vê o homem, aciona circuitos relacionados a memória, atenção, motivação e inteligência. Conclusão: para as mulheres, a beleza realmente não é o principal.

Ela é importante. Mas não é um objetivo em si; é um instrumento que a mulher usa para descobrir mais sobre o homem. Um estudo da Universidade de Michigan comprovou que, quando estão cogitando ficar ou ter um caso passageiro, as mulheres costumam preferir homens de traços bem marcados, masculinos. Mas, na hora de pensar numa relação séria, optam pelos que têm traços mais delicados. Isso acontece porque os homens de traços duros costumam ser saudáveis e passar genes de boa qualidade para os descendentes – e por isso são considerados instintivamente atraentes pela mulher. Mas eles também geralmente têm mais testosterona – hormônio que aumenta a propensão à violência e à infidelidade.

Pode parecer estranho, mas a primeira pergunta que gostaria de fazer e ouvir a resposta seria: Por que você precisa de alguém? Podemos ter respostas como: necessidade de carinho, necessidade de atenção e de ser ouvido, necessidade de mostrar aos outros (ou um determinado outro) que sou capaz disso, necessidade de ajuda, necessidade de segurança, necessidade de alguém para passar o tempo.

Imagine quanta demanda temos em ter alguém para nos dar carinho, atenção, ajuda, apoio, tempo e ainda possamos mostrar ao mundo tudo isso. Não seria muita expectativa para uma outra pessoa nos bastar?

Não vou falar nada muito diferente que os outros — acredito só com outra abordagem. Basicamente todos nós queremos de alguma forma ser amados e isso vem da nossa miopia coletiva de não percebemos o que realmente é o amor. Temos essa necessidade de buscar algo, que na verdade está dentro de nós a todo momento.

Meu amor por você

meu amor por voce

Meu amor por você, não pode ser descrito em meras palavras. É um sentimento maior que versos, estrofes ou poemas, um sentimento demonstrado através de atos, pequenos gestos, simples detalhes.

Um sentimento inexplicável, e incomparável. Um sentimento único, chamado Amor!

Todos os dias meu coração bate forte por você. Desde o acordar ao adormecer. Seu rosto vive em meus pensamentos. Até nos sonhos é seu abraço que me aconchega a noite, que me acalma qualquer tumulto.
Prometo cuidar do seu coração eternamente. Na verdade, um amor como o nosso deve ser raro de encontrar. E é por isso que desejo sentir você unido a mim.

Enquanto o sol vai desaparecendo no horizonte, entre tons de azul e laranja, eu vejo beleza e sonho. Esse cenário é perfeito como você, porque preenche meus dias com paixão, desde o momento em que chega, até à ocasião de nossa despedida.

Você é um companheiro maravilhoso e sou grata por tê-lo ao meu lado. Em nossa vida houve fases piores e melhores, mas você estava presente em todas elas. Sei que posso contar com seus conselhos e incentivos, sempre práticos e oportunos. E mesmo com meus defeitos e minha forma de fazer coisas do jeito errado, você não desiste de mim, me fazendo sentir uma mulher inteiramente amada.

É por você meu sentimento mais sincero. Só você me completa, me faz feliz. Porque o nosso amor pode até não ser o mais perfeito, mas com certeza é o mais verdadeiro. Eu te amo e te quero para sempre.

Está escrito assim: eu nasci para você e você nasceu para mim… E isso ninguém é capaz de mudar.

Meu coração palpita acelerado sempre que escuto sua voz, sempre que sinto seu cheiro, sempre que meus olhos batem nos seus. Meu coração bate mais forte sempre que estou com você, e apenas por você!

Com você aprendi o verdadeiro significado da palavra amor. Foi você quem deu cor a minha vida que até então vivia monocromática, sem que tampouco eu tivesse noção. Amo você e viver é maravilhoso, desde que você esteja na minha vida.

O dia mais feliz foi aquele em que reencontrei você. Porque na verdade e não o conhecia, mas ao vê-lo reconheci que em algum tempo, em algum momento você preencheu os espaços de minha vida. Nesse dia tive certeza de conhecer o grande amor da minha vida, e desde então você tem me dado mais e mais razões para amar você.

Temos de nós o ar que respiramos

a pessoa que você gosta está se afastando

Preciso lhe dizer algo que me vai no coração. Eu não faço ideia de como anda sua vida, nem os planos que você fez e seguiu ou deixou de lado. Também não sei dizer como deve estar seu coração em relação a mim ou a tudo que lhe aconteceu neste tempo em que não nos vemos. Não tenho a mínima ideia de tudo que ocorreu em sua vida sem a minha presença. Não sei se em seu calendário consta a época em que estivemos juntos, ou que importância tive para sua vida nesse nosso longo tempo afastados. Sei apenas que o tempo existe, que passou e eu continuo a lembrar sua voz, seu olhar, seu sorriso, o primeiro beijo e os outros também.

Na verdade você foi meu primeiro amor, meu primeiro namorado, meu primeiro beijo na boca… e o gosto ficou até hoje. Depois… nos afastamos. Casei. Você casou. Enviuvei. Você se lamentou. A vida nos separou. Foi nosso primeiro desencontro. Mas a vida seguiu e nossos caminhos foram eternos desencontros. Quando nos encontrávamos estávamos com outros parceiros.

Não tenho a menor ideia das adversidades passadas por você, assim como você também não sabe das minhas. No entanto, lembro de cada momento em que nos encontramos pela vida, nossas mãos se tocaram no dia em que meus pacotes de presente de Natal caíram e alguém ajudou a pegá-los do chão. Quando ergui meus olhos, já arrepiada pelo toque, encontrei seu olhar no meu. Não sei se você me ajudou porque já sabia que era eu, ou foi solícito com alguém desconhecido.

Sabe, sua voz está tão entranhada em mim que aquela vez que uma aluna pediu para eu ligar ao chefe dela não me toquei. Eu liguei e ouvi você. Do outro lado estava você! Pensei sufocar. Tive ímpetos de lhe dizer: Eu ainda amo você. Mas, o racional foi mais assentado e meu marido estava do outro lado da sala. Você me convidou. Estava sozinho. Eu havia voltado para meu ex.  Senti um arrepio de amor e uma vontade louca de descobrir nós dois. Um repuxo de arrependimento, olhando para aquele com quem eu levava minha vida.

Não sei como é sua companheira de caminho. Imagino que a ame, mas gostaria muito de estar colada lá no fundo de sua alma, como você está na minha.

Espero que um dia você possa ler esta carta e, quem sabe, responder pela internet que alguém que você muito amou deixou o perfume de sua inocência dos nossos anos dourados impregnado no ar que respiramos juntos, porque apenas isso temos de nós.

Falar de amor

É-PRECISO-FALAR-DE-AMOR

Sabe hoje decidi falar de amor. Quero falar de meu amor por você. Estou pronta para esquecer quem sou e pensar só em você. Porque você é o meu amor. Ultimamente respiro só você, por isso preciso falar de amor. Quero colocar o meu amor como um selo sobre o seu coração. Sei ser impossível, mas o que é mais impossível do amar do jeito assim. Falar das lágrimas derramadas, dos sonhos irrealizados. Você… Foi o encontro entre o meu maior desejo e a minha maior realização.

Você veio do nada, do céu, da terra, do mar, até mim como um belo pássaro através de inúmeros canais. Fez seu ninho em meu coração e ali plantou como dono. Quero que me veja em seus sonhos e me beije como sonhei. Quero ser o ar que você respira, a canção que você canta, os momentos mais belos em sua memória. Quero ser sua fantasia e sua realidade. Quero poder lhe dar um mundo de felicidade, alegria e paixão. Afinal somos um misto de poema e canção. Você é o sonho mais lindo e perfeito que sonhei, o sorriso que busquei, as doces palavras que li.

Você meu ponto de chegada e partida. Você se assentou em minha vida e se tornou o dono do meu coração. Nada mais posso fazer do lhe amar pra sempre.

Alquimia Final é um livro para você

alquimia-final-agbook

Você vai conhecer a história envolvente de Natália. A surpreendente verdade que nunca contaram a você sobre uma caminhada profissional. Você vai encontrar no enredo momentos hipnotizantes. A trama se inicia quando Natália formar-se em Direito e foge dos irmãos a quem ajudava sustentar e foi para a capital do Paraná. Torna-se uma grande advogada.
Apaixona-se profundamente por um colega de escritório, mais jovem do que ela. Com Murilo ela se tornou mulher, conheceu pai Joaquim e uma visão de vida totalmente diversa da sua.
Quando teve sua dor insana, somente pai Joaquim soube consolá-la e levá-la para o centro espírita e repassar-lhe ensinamentos sobre a religião dos negros que vieram para o Brasil.
Voltou a envolver-se com Carlos Eduardo, que se transformou em seu marido. O casamento com Carlos Eduardo foi caindo na rotina, já que Natália se deixara transformar numa simples dona de casa. Isto despertou nela insegurança e solidão. Reencontrou Murilo e voltou a sentir aquela paixão forte que a embriagara antigamente.
Nessa época tentou fazer com que sua arte, a pintura, se tornasse reconhecida na França, através de Jacques, um marchand. Também Murilo se envolveu com a pintura, através de Pierre, um amigo e conhecedor de artes. Foi com Pierre que Murilo aprendeu muito sobre arte e pôde apreciar as pinturas de Natália e ajudá-la a se desenvolver.
Natália viveu essa vida dupla até o momento em que decidiu abandonar seu grande amor e dedicar-se exclusivamente ao seu casamento e à sua família. Sua consciência não mais a deixava em paz. Também Murilo concordou com a ideia e desapareceu completamente da vida dela.
Profundamente desiludida com tudo, Natália deixou sua pintura e nunca mais procurou Jacques, que respeitou essa sua decisão. Retornou Natália para sua vida e sua realidade, deixando que o rio de Oxum seguisse seu rumo, como sempre lhe aconselhava pai Joaquim, permitindo assim que o processo alquímico da vida se completasse.

Se o resumo instigou você vá em busca do livro na AGBOOK.