Participação da Bienal do Livro 2016 em São Paulo

Participação da Bienal do Livro 2016 em São Paulo

capa-Paris-Vermelja---All-Print

Compre o livro 209x48-comprar-assina-1

Participar – como autora – da 24ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que começou em 26/08 e vai até 04/09, no Pavilhão do Anhembi, foi uma grande realização para esta escritora. Dentro daquele espaço de cultura, música, gastronomia e de encontro com “celebridades” da literatura, o coração acelerou e a alegria de escrever me inebriou.

A participação de autores internacionais é o principal chamariz do evento, claro. Mas, também na All Print Editora houve muito movimento de leitores parando e solicitando ler meu livro. Foram muitos a folhear e se encantar com o cartaz que dava o resumo do livro. Vendi livros, no entanto, o especial foi observar as pessoas olharem e me reconhecerem da internet. Ouvi vários comentários sobre isso.

banner-Bienal-Paris Vermelha02

Não sei traduzir aqui minha emoção de ver e ouvir pessoas admirando meu trabalho. Não resta dúvida que as feiras de livros são a maior exposição do trabalho de qualquer autor.

“PARIS VERMELHA” foi lançada com bastante ansiedade de minha parte e posso esperar que o público continue a comprar no estande da All Print Editora, na Rua G, número 59.

Estrear na feira do livro em São Paulo 2016 foi a melhor iniciativa a que me coloquei. Pude apreciar os comuns tumultos nas sessões de autógrafos mais concorridas, enquanto também eu dava autógrafos a quem comprou meu livro.

Música

Também há espaço para música no evento literário. Neste ano, a Bienal dá destaque à cultura popular nordestina, com um espaço dedicado ao repente e ao cordel. Participam Paulo Araújo, que está na trilha da novela “Velho Chico”, Edmara Barbosa, Klevisson Viana (ganhador do Prêmio Jabuti), Stélio Torquato, Bráulio Taraves, Arlene Holanda, Marco Haurélio e Crispiniano Neto. Edgard Scandurra e seu filho, Daniel, que fazem parte da banda Pequeno Cidadão, também participarão de um bate-papo e darão uma palhinha juntos no espaço Edições Sesc São Paulo.

Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2016 um evento imperdível.

Quando: de 26 de agosto a 4 de setembro

Onde: Pavilhão de Exposições Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1209, Santana)

Ingressos: R$ 20 (visitas de segunda a quinta-feira) e R$ 25 (visitas de sexta-feira a domingo)

Onde comprar: site da Tickets For Fun e em pontos de venda.

* Menores de 12 anos e maiores de 60 anos não pagam ingresso

Pacotes promocionais de ingressos

Pacote galerinha: dez ingressos meia-entrada dão 10% de desconto

Pacote galera: cinco ingressos inteiros dão 20% de desconto

Pacote família: três ingressos inteiros dão 10% de desconto

Transporte gratuito

Para os visitantes que forem de metrô, haverá ônibus gratuitos fazendo o trajeto de ida entre a estação Portuguesa-Tietê e o Anhembi durante todos os dias da semana. Aos finais de semana, também haverá ônibus fazendo o trajeto entre o Anhembi e a estação Barra Funda.

Compre o livro 209x48-comprar-assina-1

Las Vegas já busca locais para cassino em São Paulo

Las Vegas já busca locais para cassino em São Paulo

galeria-las-vegas-cassino

De acordo com o Estadão, Anhembi é uma das apostas. Um projeto em análise no Congresso, Estado de São Paulo receberia até três casas de jogos. Empresários estrangeiros pensam em abrir unidades em 2017.

A proposta de liberar jogos de azar no Brasil, que tramita no Congresso, tem aproximado São Paulo de Las Vegas, a capital mundial da jogatina. Grupos dos Estados Unidos e outros empresários estrangeiros já estão à procura de lugares que possam virar cassinos de luxo no Estado. Entre os locais em análise está o Complexo do Anhembi, na zona norte da capital.

Conforme o projeto, São Paulo receberia até três cassinos. Minas Gerais e Rio de Janeiro teriam dois e os demais Estados, um. Os empreendimentos devem aproveitar equipamentos turísticos e ser construídos principalmente em resorts. A proposta também prevê legalizar bingos, caça-níquel, jogo do bicho e apostas online.

Apesar de ainda serem necessárias aprovação no Congresso e sanção presidencial, empresários acreditam que os cassinos vão poder abrir no segundo semestre de 2017. “Existe uma movimentação mundial no sentido de vir para o Brasil”, diz Olavo Silveira, presidente da Associação Brasileira de Bingos, Cassinos e Similares (Abrabincs). As empresas estão se posicionando, estudando locais e procurando redes de hotéis.”