Porque lutar pela melhoria da educação no Brasil.

nelson_mandela

A educação de um povo é o alicerce mais importante para o desenvolvimento de uma nação e, portanto, é imprescindível que haja um cuidado todo especial do governo com essa área. Somente através da produção de conhecimentos um país cresce, porque forma profissionais que irão possibilitar o aumento da renda do país e melhorar a qualidade de vida das pessoas.

 O Brasil não consegue avançar nesse campo nas últimas décadas. Em tempos idos a educação pública do Brasil já fazia um aluno de primeiro ano sair lendo e escrevendo corretamente. Falo isso de cátedra, porque além de ter sido aluna de escola pública também ministrei aulas em escola pública. Os alunos precisavam escrever e ler corretamente. As provas não eram elaboradas e aplicadas pelas professoras da sala, mas por outra.

As escolas particulares, vendo o rendimento dos alunos das escolas públicas, entraram numa corrida e melhoraram seus quadros de magistério. Em contra partida a escola pública foi sendo deixada para trás pelos governos que vieram a partir dos anos 60/70. Pouco a pouco o padrão caiu. Vieram reformas, mas nada conseguiu dar ao professor da escola pública condições adequadas para desenvolver seus trabalhos. Isto gerou tantos desajustes, que hoje até alunos que não sabem escrever nem ler vão galgando as séries do ensino fundamental, pois precisam terminar o curso fundamental, mesmo sem adquirir base para tal. Reformas totalmente desajustadas com a realidade mundial. A escola (Ensino Fundamental e Médio) e a universidade tornaram-se locais de grande importância para a ascensão social do ser humano, como há de ser o correto, porém a maioria dos alunos das escolas públicas não acompanham esse compasso.

Pesquisas na área educacional apontam que um terço dos brasileiros frequentam diariamente a escola (professores e alunos). São mais de 2,5 milhões de professores e 57 milhões de estudantes matriculados em todos os níveis de ensino. Estes números apontam um crescimento no nível de escolaridade do povo brasileiro, fator considerado importante para a melhoria do nível de desenvolvimento de nosso país. Infelizmente essa assertiva está dissociada da fundamental melhoria na qualidade da educação do brasileiro, é o que facilmente percebemos no nosso dia a dia.

Nada é mais importante do que uma reforma educacional que dê ao professor salário digno e condições de desenvolver seus conhecimentos didáticos para melhorar na carreira e que não permita jamais que um aluno saia do primeiro ano sem saber ler e escrever, pois somente assim ele poderá avançar nos estudos e na compreensão dos textos e de todas as matérias que irá enfrentar no futuro.

Não existe queda no índice de analfabetismo no Brasil. Isso é uma balela. Outro dado importante é a queda no índice de repetência escolar, que tem diminuído nos últimos anos. Isso também é uma quimera. Não se permitindo repetência, possibilita que alunos despreparados cheguem a uma faculdade não sabendo escrever ou ler corretamente. Isso acaba não permitindo ao Brasil melhorar a formação de seus profissionais, tornando-os despreparados para enfrentar mercados de trabalho, cada vez mais voltados ao conhecimento.

Como mudar um país através da educação

A educação pode mudar o rumo de um país

 

Somente a educação pode formar a personalidade de um povo, posto que fará o desenvolvimento de cada indivíduo de uma nação.  O saber desenvolve o intelecto e cria nas pessoas um horizonte enorme de capacidades. É através da educação de uma pessoa integrada nas atividades escolares, que ele se socializa, se liberta, se comunica e se orienta. E, óbvio, não é somente na escola que adquirimos educação: diversos ramos da sociedade, de uma maneira geral, podem influenciar o indivíduo nesse sentido.

Na corrida pelo conhecimento, é preciso seguir um procedimento – seja ele formal ou não. Pode-se adquirir conhecimento através de uma pesquisa básica ou aplicada. O conhecimento também pode passar de um indivíduo para outro através da comunicação. Mas, a base desse conhecimento sempre será uma família organizada e uma escola pronta para desenvolver as aptidões de cada indivíduo.

Muitos perguntam se o conhecimento pode mudar uma nação? Como ele pode fazer com que pessoas ou grupos influenciem os meios onde estão inseridos? Aqui você encontra essa resposta!

A educação é uma arma poderosa. Através dela, um cidadão se torna mais crítico, tem mais oportunidades de emprego e melhoria na sua própria qualidade de vida. A importância de aprender para si mesmo é compartilhar os conhecimentos com os outros. É através desse compartilhamento que a educação atua diretamente no desenvolvimento econômico, social e cultural de uma nação.

Escasso o conhecimento, qualquer nação desconhece os direitos de seus cidadãos, assim como o cidadão não tem noção de seus direitos e deveres para com a sua pátria.

Uma das coisas que mais demonstram esse fato é o respeito pelo meio ambiente, pelas condições adequadas de trabalho e o respeito entre empregado e empregador. Essa relação é adotada em todos os meios da sociedade. O respeito pelo outro, esteja ele em que posição estiver. Uma educação de qualidade pode fazer em primeiro plano uma luta contra a pobreza!

Quanto mais se conhece, mais oportunidades surgem no mercado de trabalho. Uma pessoa que se qualifica e se especializa tem mais possibilidades de obter um emprego do que alguém que não estudou nada. Todo o cabedal de estudo formal e aquele que o indivíduo traz de sua família é capaz de mudar seu intelecto e sua visão de mundo.

Aliás, é o que acontece em vários países: quem estuda ganha mais do que quem não é alfabetizado. Esse impacto é explícito em todos os graus de escolaridade. Pessoas que buscam educação podem sair da pobreza com mais facilidade.

Outro ponto bastante nevrálgico da qualidade da educação de um povo é a proteção ao meio ambiente. Quando os indivíduos se tornam mais conscientes sobre os impactos das nossas atividades sobre a natureza, ele ajuda a preservar o meio ambiente. A educação ensina as pessoas a decidirem sustentavelmente e satisfazem os deveres presentes sem afetar as próximas gerações. Um mundo educado corretamente sobre a natureza e seus impactos é mais sustentável.

Outro ponto bastante forte é a desigualdade social que está diretamente associada à falta de educação de qualidade, e isso se relaciona diretamente com o aumento da violência. A educação pode diminuir essa desigualdade, superar a intolerância e também ajudar a sociedade se tornar menos agressiva. Educação é fundamental para lidar com a ignorância e a lutar contra estereótipos.

A educação, ainda, permite que as pessoas tenham conhecimento de que elas têm direitos garantidos por lei e que podem exigir isso. É com a educação que aprendemos sobre os direitos humanos e nossas liberdades essenciais.

Também com ela o indivíduo pode compreender o mundo e ter em mente que ele é para qualquer ser humano. A educação torna as pessoas mais críticas e conscientes, colabora no crescimento econômico do país e promove a igualdade social.

São diversas as transformações que a educação pode causar no mundo. E, mesmo que uma pessoa não faça uma mudança global, poderá mudar o seu próprio mundo. Mudando seu mundo isso espelhará em todo o contexto social. Esse é o verdadeiro caminho para o crescimento de uma nação, como tantos exemplos já temos visto acontecer no mundo. Um exemplo típico de mudança educacional e de crescimento é o Japão. Mas não ficamos aí. Na verdade todo país que se preocupa em educar seu povo só tende a crescer.