A caridade moral

caridade-moral

 

A maior benção que um ser humano pode fazer a si e ao próximo é a caridade moral. A benevolência para com todos, indulgência para com as imperfeições alheias e perdão das ofensas é o caminho da melhoria de si e o apoio ao próximo, além do exemplo. Nada fala mais alto do que o exemplo.

Muitos dirão que ser indulgente e benevolente para com as limitações alheias é algo inacessível. Na verdade é uma questão de hábito. Criamos tantos hábitos na vida. Por que não desenvolver o hábito da indulgência, da tolerância com as limitações do outro? Não somos nós também cheios de limitações? Não estamos nós no caminho para aprender a domar nossos instintos? Não esperemos que os outros entendam tudo o que queremos, tudo o que dizemos. Não podemos esquecer de que somos colocados entre seres mais evoluídos e menos evoluídos.

Por isso temos que entender do mesmo jeito que muitas vezes queremos a paciência dos outros para conosco. Dependemos uns dos outros. Também nós precisamos ter paciência e benevolência pelos atos alheios, sejam eles através de ações, omissões ou palavras.

Alerta-nos a Vida para a indulgência em relação aos defeitos dos nossos semelhantes, não acusando, desprezando, julgando. Mas, sempre que possível dando o exemplo, instruindo.

Muitas das vezes, aquilo que mais abominamos no outro, é um grande defeito nosso, que procuramos esconder de todas as maneiras.

Para fazermos a caridade moral precisamos estar muito atentos a nós mesmos, cuidando em não fazer julgamentos, suportando as diferenças e sabendo ouvir. Aliás, o que muitas vezes o que o outro precisa é só de alguém para escutá-lo, confortando-o nas horas difíceis. Essas são as horas em que a maioria dos amigos some. Dar nosso abraço sincero, colocando-nos a disposição, oferecendo nosso tempo, é a prática da caridade moral.

O dar de si é importante. Na verdade é a única coisa realmente nossa que podemos dar. A nossa disponibilidade em servir é a verdadeira caridade. Do resto somos usufrutuários.

Tudo isto é caridade. Também é caridade orarmos pelos que sofrem, pelos que estão em desespero, pelos que são nossos inimigos. De um jeito ou de outro, todos somos capazes de fazer caridade, desde que tenhamos a sinceridade e boa vontade em nossos corações.

A caridade é a viga mestra de todas as virtudes. Dela é que derivam outras virtudes que nos impulsionam à perfeição. Quanto mais secreta, mais valor terá.

dar-e-receber

Existe uma Lei Universal imutável: recebemos de volta o que damos, o que oferecemos como ações, pensamentos e sentimentos. Recebemos tudo de volta.

Pense no que está dando, no que está fazendo, no que está pensando e no que está sentindo, no que está falando AGORA. Tudo isso vai retornar para você.

Escolha bem seus sentimentos e ações, você tem o direito de escolha, que na verdade é um poder portentoso, que a vida nos agraciou!

Ele, este Poder, é tudo isso e ainda mais. Ele é muito precioso por simplesmente existir e estar à nossa disposição sempre, o tempo todo, ou seja, ele trabalha antes do nosso nascimento na mãe Terra. Esse é um trabalho ininterrupto, constante, incansável, sem exigir nada em troca.

E nós o usamos, conhecendo ou não a sua existência. Para que possamos fazer um paralelo é o mesmo que dizer que quando Galileu Galilei disse que a Terra girava em torno do sol e depois de muitos anos, até mesmo matá-lo por isso o homem incrédulo, cometeu, não mudou o fato de a Terra girar em torno do sol.

Assim, acreditando ou não, todos o usam. Bem ou mal, deliberada ou inadvertidamente, ele constrói as nossas experiências de vida.

É maravilhoso porque apenas escolhendo o que estamos dando, estamos escolhendo o que estamos recebendo de volta!

Tudo o que estamos vivenciando “hoje” foram coisas que “demos ontem”.

Por isso existem centenas de livros dizendo e explicando que o imenso Poder que temos está no AGORA.

O passado está morto, existe apenas em sua memória, o “futuro” você vai criar AGORA, está criando neste momento, enquanto está lendo isso, no momento em que decidiu “abrir” este artigo. No momento em que decidiu ligar o computador.

AGORA – DECIDIR – ESCOLHER – DETERMINAR – ESTABELECER- ORDENAR – EXIGIR – RESOLVER – DELIBERAR – IGNORAR

Estas são suas palavras de Poder!

Decida agora o que quer e ignore o que não quer,

Escolha agora o que quer e ignore o que não quer,

Determine agora o que quer e ignore o que não quer,

Estabeleça agora o que quer e ignore o que não quer,

Ordene agora o que quer e ignore o que não quer,

Exija agora o que quer e ignore o que não quer,

Resolva o que quer e ignore o que não quer,

Delibere sobre o que quer e ignore o que não quer.

Lembre-se: Queira o Bem. Ignore o Mal. Porque tudo retorna. E, não culpe ninguém pelo que você fez com sua vida. A única pessoa responsável pela sua vida é você.

Você pode ajudar seu próximo, ao invés de criticar

Você pode ajudar seu próximo, ao invés de criticar

  • É preciso muita coragem para determinar-se a não seguir o mundo e ser mais parecido com Jesus Cristo em atitudes, amor, atenção e ensinamentos. Somos representados não pelas palavras que dizemos e sim pelas nossas ações. Isso mostra quem realmente somos e o valor que damos ao escolher fazer coisas boas. Talvez essas escolhas pareçam pequenas aos olhos de muitos, mas grandes aos olhos do Senhor!

    É através de coisas pequenas e simples que as grandes são realizadas.

    Vejamos o exemplo de uma semente. Se planto a boa semente no solo, ainda que a terra não esteja completamente pronta, posso tratá-la e cuidar dela. Primeiro eu cavo e preparo o local, coloco um pouco de adubo na terra e planto a semente. Vou verificar constantemente se a semente está bem e providencio sombra para que o sol não a queime e seque. Depois adiciono água, amor e fé para que ela cresça forte e saudável e espero pacientemente dia após dia os resultados dos meus esforços.

    Leva tempo mas ali está ela, a planta rompe a casca da semente, cresce em direção à luz do sol e se fortalece com o passar dos meses. Ela está cada dia melhor e mais bonita e daquela pequena semente que eu plantei lindas folhas, frutos e flores são gerados. No fim, vejo que não deu tanto trabalho e desejo plantar mais e mais sementes e continuo a ter trabalho, amor e fé, porque vejo que pequenas e simples ações podem salvar aquelas sementes.

  • 1. Tenho que ter cuidado

    É preciso ter cuidado com as preciosas sementes, afinal somos todas almas preciosas a Deus. Temos que nutrir e fortalecer as mãos que pendem, os corações aflitos e destroçados pelas angústias da vida. Temos que ter o cuidado de não ferí-las ou machucá-las com palavras ou atos rudes e impulsivos.

    Temos que ser a força e o cuidado dessas pessoas, mesmo quando nenhuma força existir dentro delas. Devemos compartilhar nossa fé e força para elevá-las e trazer mais sentido e alegria à vida das preciosas sementes.

  • 2. Persistência

    Talvez demore algum tempo para que os milagres produzidos por nossa fé na vida dessas pessoas a quem ajudamos possa surtir efeito, mas não podemos desistir ou desanimar, precisamos persistir em nossas boas obras, em levar alegria e consolo aos corações aflitos.

  • 3. Viver de modo que as pessoas vejam

    Devemos viver de acordo com o que pregamos e dizemos. Devemos deixar que o brilho de nosso coração e amor resplandeça em misericórdia, generosidade e gentileza e que isso esteja exposto no nosso semblante e olhar.

  • 4. Mostrar a todos quem é o seu Salvador

    Devemos nos empenhar em ajudar as pessoas a conhecerem mais a Cristo. Elas devem saber o que Ele foi capaz de fazer por todos nós e com que grande amor foi capaz de dar sua própria vida a nosso favor. Devemos mostrar às pessoas que Ele fez tudo isso para que em nossas dificuldades encontremos alegria e que possamos sentir mais alegria em servir aos nossos irmãos.

  • 5. Amor sincero

    Muitas vezes o que uma pessoa necessita é de um pouco de atenção, um abraço de conforto, um carinho, seus ouvidos para falar-lhe sobre as dificuldades da vida, um sorriso de ternura, um ombro para chorar e seu amor para ajudar.

    Essa é a forma mais eficaz de tocar corações.

  • 6. Incentivar

    Precisamos incentivar as pessoas a crerem que suas vidas podem mudar, que podem melhorar e podem ser mais felizes ao lado do Senhor. Podemos mostrar a elas que isso é possível, porque nós mesmos vivenciamos essa mudança.

  • 7. Desejo de ajudar e servir

    Ter o desejo e praticá-lo é o melhor modo de salvar pessoas, aconselhando-as, orando por elas, ajudando-as em suas necessidades da forma que pudermos e com o que tivermos.

  • 8. Orar

    Precisamos também orar por nossos irmãos para que o Senhor em sua bondade infinita visite-os, ajude-os e conforte seus corações. Para que sintam a presença de Seu Espírito e compreendam que apenas estamos ali para ajudá-los, não para julgá-los ou ofendê-los.

  • 9. Ter sensibilidade

    Precisamos ter sensibilidade e estarmos conectados ao Senhor através de atitudes simples mas constantes. Precisamos buscar orientação divina e ter em nosso coração sempre o intuito de ajudar e jamais ser pedra de tropeço na vida de um irmão. Devemos orientar nossos queridos afirmando que as portas sempre estarão abertas para a real felicidade com Deus!

  • 10. Estender a mão e não desanimar

    Mesmo que tenhamos ajudado a salvar apenas uma só alma, teremos feito algo grandioso, pois levamos a Deus um filho Seu que estava perdido e foi encontrado. Pleno de alegria ao voltar para a casa de Seu Pai Celestial!

    Imaginemos quanta alegria teremos ao voltar para nosso lar Celeste e saber que fizemos tudo para levar muitas almas de volta ao Senhor!

    Por fim quero salientar a importância de salvar almas a partir das palavras deThomas S. Monson um defensor da família, quedisse: “O mundo precisa de ajuda, existem pés a firmar, mãos a segurar, espíritos a encorajar, corações a inspirar e almas a salvar”.

    Comecemos a fazer isto neste exato momento mudando nossa vida para melhor a favor do próximo e compartilhando essa mensagem para todas as almas preciosas!