Anseios

jovens enamorados

Nos desejos fundos de minh’alma procuro por você. Vasculho a internet, pergunto a amigos e nada. Onde está aquele que faz emanar tanto amor e coragem ao meu coração?

Esses anseios começaram devagar, enquanto a vida passava como vento. Tenho medo de nunca mais lhe encontrar e poder dizer coisas guardadas no peito há tempo demais.

Éramos jovens, tínhamos sonhos. Será que você realizou os seus? Fiz muitos dos meus, mas… algo falta aqui dentro … algo está oco aqui.

Hoje sinto o tempo passar vagaroso, tomando muito espaço. Ah! estes desejos meus tomam forma, aumentam. apressam sua manifestação.

Rejeito todas as dúvidas e medos que impedem a manifestação.

Ah! Tolos anseios meus na busca de você. Dou graças na antecipação, sabendo que folha alguma cai sem que lhe seja o tempo,

Divino tempo do amor. A juventude cria realidades das mais coloridas. Hoje, na maturidade, tudo parece voltar com força e volto a sonhar com seus braços e seus beijos.

Creio que morrerei sem lhe encontrar mais. Vou sonhar com você, vou escrever você em meus romances.

Ouço minha voz interior, quero abafar, sem falhar, fazê-lo falar, me amar.

Você se coloca longe, mas fixo em meus pensamentos,

Apenas quero, desejo seu amor e sua paixão.

Se a realidade não permite, vou criá-la em meus enredos e sonhar com nosso encontro em algum espaço, alguma dimensão onde nos encontraremos e finalmente completaremos nosso encontro verdadeiro.

A diferença entre solidariedade e caridade

caridade amor em acao

É muito comum confundirmos caridade com solidariedade social. Quando falamos em caridade, logo nos vem à mente a doação de bens materiais de uma forma individual ou coletiva.

Mas, sermos solidários não é o mesmo que sermos caridosos. A solidariedade é um estímulo, uma maneira maravilhosa de expressão do bem, para tornar o ambiente em que vivemos um local menos desigual, socialmente falando. Já a caridade, vai além… A caridade vem de dentro e, normalmente, é invisível perante os olhos da sociedade.

Às vezes não é nem perceptível para quem já a faz de maneira natural, e imperceptível também, apesar de muito trabalhosa, para aqueles que a fazem em silêncio, no árduo processo de reforma íntima.

Caridade é gentileza, é sorrir num simples bom dia, boa tarde ou boa noite, mesmo que a gente se sinta péssimo por dentro, por não querermos contagiar negativamente os outros com nossos problemas; é ficarmos quietos quando tivermos vontade de retrucar uma ofensa; é sentirmos compaixão ao invés de raiva; é não falarmos mal da vida alheia, mesmo quando a “língua coçar”, é conseguirmos fazer a fofoca morrer em nós; é elogiar ao invés de julgar ou simplesmente não falar quando não há nada bom a dizer; é ter sensibilidade; é não disseminar discórdia e sim harmonia; é não matar sonhos alheios, é enxergar o bem sempre, mesmo quando ele estiver bastante escondido; é conseguir reparar os próprios erros e perdoar os erros pelos outros cometidos.

A solidariedade modifica o ambiente exterior, tornando o mundo um lugar melhor para viver, mas não deve ser confundida com caridade, que é uma modificação do universo interior refletida em singelos gestos cotidianos, que não espera recompensas (nem divina), nem agradecimentos. Caridade é simplesmente aceitar as pessoas como elas são, é fazer prevalecer a razão quando o instinto falar alto, é carinho (“tocar o mundo do outro com respeito”), é olhar com os olhos da alma, sem interferência do próprio ego. É desde sorrir de uma piada sem graça para dar a graça, até se afastar de quem ama para libertar. Caridade não é doar o que tem, é se doar… Caridade é amar.

1. SÉRGIO: A VERTIGEM DO TEMPO

capa-de-Simbiose-para-Kobo--ultima

Acordou num sobressalto. Corpo lavado de suor.

Resfolegante em busca de uma explicação. Por que daquele pesadelo?

Levantou—se com dificuldade e caminhou até o armário. Sentia—se fraco, não encontrou uma única peça de roupa sua. Eram roupas de outros corpos. Onde estava?

Uma calça e camisa serviram.

Desceria para tomar o café da manhã.

Parou diante do espelho, queria ver se pelo menos a cara ainda continuava a mesma. Gritou.

Ouviu passos. Era Suzana.

— Por que desse grito?

— …dói muito!

— Mas você não deveria estar de pé. Ainda está fraco. Deve ficar deitado até se recuperar.

— Preciso me esforçar, senão vou ficar cada dia mais fraco.

— Quer ajuda para descer? Vamos comer juntos, vem.

Desceu a escada com dificuldade, enquanto a moça o amparava. Mordeu os lábios com força, tentando se livrar daquela dor na cabeça.

No andar de baixo deram com dois homens. A cabeça latejou.

— Quem são vocês?

Os homens se apresentaram.

Hans era o grandalhão, típico alemão. Suas bochechas vermelhas brilhavam sobre a tez muito branca e os cabelos loiros estavam desgrenhados. Bidget tinha certa aura de elegância. Era um homem de estatura mediana, com a careca brilhante e os cabelos pretos apenas ladeando de orelha a orelha até a nuca. Os olhos observadores se fixavam nele. Sentiu a invasão.

— Está melhor, meu caro? — Bidget questionou, tentando parecer tranquilo, mas com uma névoa de dor nos olhos.

— Podem explicar esta situação?

— Não se lembra…? — Hans, cauteloso.

— Lembro apenas das rajadas de metralhadoras sobre mim… — falou de forma mansa.

Os homens olharam-se intrigados.

De repente tudo girou. Desfaleceu.

UMA DEGUSTAÇÃO DO PRIMEIRO CAPÍTULO DE MEU LIVRO SIMBIOSE.

Se houver interesse em adquirir o livro entre em contato com assessoradaescritora@outlook.com

Escrever um livro com o método Snowflake

Escrever um livro com o método Snowflake

 

Conheci esse método alguns meses atrás e venho testando-o na minha última história. A ideia dele é começar pequeno e ir expandindo, melhorando, indo de uma visão geral para então ir adicionando os detalhes. Particularmente venho entendendo mais rapidamente que cara desejo dar para as minhas histórias e como pretendo que seja o final.

Seu criador Randy Ingermanson mantém um site explicando os dez passos para qualquer um poder utilizar o seu método, mas vou tentar jogar uma luz sobre ele aqui também.

A princípio penso que a melhor forma de se preparar para um roteiro -seja esse ou não- é se permitindo um brainstorm das ideias que já teve para a sua história, pois segundo o próprio Randy, você precisa se organizar e colocar as ideias no papel, uma vez que sua criatividade provavelmente deixou vários buracos na sua história e você precisa preenchê-los antes de escrevê-la.

No passo 1 – Escreva uma frase que resuma sua história.

  • Tente usar menos do que 15 palavras.
  • Não coloque nome de personagens ainda.
  • Tente unir a visão geral e pessoal. Que personagem tem mais a perder? O que ele tem a ganhar?

No passo 2 – Pegue essa frase a expanda para um parágrafo.

  • Escreva onde se passa a história, os principais desastres e o final.
  • Você pode utilizar a estrutura de três desastres e um final.
  • O parágrafo terá idealmente cinco frases. A primeira dando uma visão geral de onde tudo vai acontecer, então uma frase para cada um dos desastres e a última para o final.

No passo 3 – Você faz algo parecido com o passo dois, mas para cada um dos personagens principais.

  • Coloque o nome do seu personagem;
  • Uma frase resumindo a história dele;
  • A motivação do personagem (O que ele/ela quer de forma abstrata?);
  • O objetivo do personagem (O que ele/ela quer de forma concreta?);
  • O conflito do personagem (O que o/a impede de alcançar seu objetivo?);
  • A epifania do personagem (O que ele/ela aprenderá, como irá mudar);
  • Um resumo de um parágrafo com a história do personagem.

Um detalhe para todas as etapas: Não precisa estar perfeito, você sempre pode voltar e revisar as coisas a medida em que for aprendendo mais sobre a sua história.

No passo 4 – Agora volte na história, pegue cada frase do seu parágrafo e as expanda para um parágrafo cada. Todos a não ser o último devem terminar num desastre e o último parágrafo contar como o livro termina.

No passo 5 – Escreva uma página descritiva para cada personagem principal e meia página para os secundários. Aqui você conta a história do ponto de vista do personagem.

No passo 6 – Você já tem a trama principal e várias mini-tramas de cada personagem, então volte e expanda o que fez no passo 4, encaixando as mini-tramas, transformando cada parágrafo em uma página inteira.

No passo 7 – Agora comece a escrever tudo o que precisa saber sobre os personagens, fazendo uma expansão do seu passo 3. Lembre-se de ter as informações triviais e as coisas que achar interessante saber sobre os seus personagens também, além de identificar como ele irá mudar ao fim da história. A ideia é que a partir daqui seus personagens “criem vida”.

No passo 8 – Pegue suas páginas-resumo e faça uma lista de todas as cenas que você precisa para transformar a história num livro. Um meio mais simples de organizar isso é com uma planilha, escrevendo cada cena numa linha, com os detalhes mais importantes como quem estará na cena, onde vai acontecer e que ponto de vista pretende usar. Também pode colocar quantas páginas ela terá.

No passo 9 – Pegue as cenas e aumente-as com vários parágrafos, diálogos, objetos, o conflito principal dela, tudo o que conseguir pensar, já utilizando o ponto de vista escolhido. É uma etapa opcional para escritores mais experientes.

No passo 10 – Agora você escreverá de fato o primeiro rascunho da sua história. Aqui você vai concertar o que não achar bom, descobrir os detalhes que estiverem faltando e ter finalmente sua história pronta!

Basicamente é isso, não tem nenhum mistério mas lembre-se de que o método está sendo usado para lhe ajudar! O planejamento de forma alguma é definitivo e sempre que achar algo melhor você pode e deve mudá-lo.

Espero ter ajudado e até a próxima!

Escrever um romance é trabalho duro!  Nós apenas facilitamos.  Muito mais fácil.

Como escrever um romance usando o método do floco de neve

Randy IngermansonEste é Randy Ingermanson,  conhecido em todo o mundo como “o Snowflake Guy” em homenagem ao seu “Método Snowflake” para projetar e analisar romances. Ele escreveu seis romances premiados. Antes disso, havia escrito alguns que nunca foram publicados. Cada história foi difícil de escrever. Mas os romances posteriores foram muito mais fáceis do que os anteriores.

Por quê? Porque um dia percebeu  que era mais simples projetar suas histórias e criar meus personagens ANTES DE escrever seus romances. Dessa forma, ele foi capaz de gastar mais do seu tempo escrevendo sendo criativo e menos do seu tempo escrevendo para que tudo se encaixasse em um design coeso.

Anos atrás, juntou sias idéias  em uma ferramenta organizacional que chamou de  “método do floco de neve” . Isso se tornou a página mais popular do seu site e foi visto mais de seis milhões de vezes. O método Snowflake é usado por romancistas de todo o mundo.

Se você quer saber o  que as pessoas dizem sobre o método Snowflake,  procure no  Google “Snowflake method”. Você descobrirá que algumas pessoas adoram e outras não. Isso porque as pessoas são diferentes. O que não incomoda o autor. O ponto importante é que zilhões de pessoas em todo o mundo usam o método Snowflake, incluindo vários autores publicados.

Um desafio para trabalhar duro

A má notícia  é que o método Snowflake faz você trabalhar. Não nos enganemos que escrever ficção é fácil. Se fosse, todo mundo estaria escrevendo ficção. Escrever um romance é difícil. O método Snowflake ajuda você a organizar suas ideias, mas também faz você trabalhar. Difícil.

O método Snowflake tem dez etapas  que incluem uma ideia de história de alto conceito, uma estrutura de três atos, uma análise detalhada de caracteres, uma sinopse, uma lista de cenas e muito mais. Isso é um pensamento sério que você precisa fazer.

A boa notícia  é que ele criou um software para tornar simples e divertido trabalhar os primeiros nove passos do método Snowflake (tudo menos o passo 10, escrever o primeiro rascunho – você já pode fazer isso em qualquer processador de texto). Ele tem mais de vinte e cinco anos de experiência em escrever software. Então decidiu escrever um programa, o  Snowflake Pro , para fazer as etapas de trabalhar através do método Snowflake uma alegria – pelo menos para para ele.

Adicionou em quatro exemplos  de análises de Snowflake de livros e filmes populares. (Foi com a ajuda da filha Carolyn, graduada em Literatura Inglesa, que o ajudou a escrever esses quatro exemplos de flocos de neve.) Eles estão todos incluídos no  Snowflake Pro :

  • Ido com o vento
  • Harry Potter e a Pedra Filosofal
  • piratas do Caribe
  • Orgulho e Preconceito

Vendo o Grande Quadro

Floco de neve Pro 1 - resumo da história de um parágrafo

Muitos escritores têm dificuldade em  explicar sua história para agentes ou editores. O método Snowflake pede que você defina um resumo de uma frase e, em seguida, expanda-o para uma estrutura de três atos. Isso leva algum pensamento. Isso força você a realmente entender sua própria história.

Entendendo seus personagens

Vários dos passos  do método Snowflake pedem que você defina seus personagens e então os conheça – muito bem. Isso paga dividendos enormes na sua escrita de ficção. Quanto melhor você entender seus personagens, mais real eles parecerão para seus leitores.

Snowflake Pro 2 - Entendendo seus personagens

Alinhando suas cenas

Um romance moderno tem dezenas de cenas  – muitas vezes mais de cem. Gerenciar todas essas cenas é difícil, porque elas cobrem centenas de páginas em seu manuscrito. Uma lista de cenas permite que você veja todas as suas cenas de relance. O Snowflake Pro  facilita a criação e edição da sua lista de cenas. Você pode importar suas cenas diretamente de sua sinopse, editar cenas, movê-las, adicionar novas cenas, excluir cenas que não estão funcionando e estimar a contagem de páginas da sua história. E muito mais.

Snowflake Pro 3 - Sequência de cenas

Criando uma proposta – ao toque de um botão!

Muitos editores e agentes  insistem em receber uma proposta de livro para o seu romance. Não há nada complicado sobre uma proposta. Ele mostra uma parceria de negócios sugerida entre você e um possível editor, explicando os riscos e as recompensas da publicação do seu romance.

As boas notícias?  Muitas das peças de uma proposta de livro são, na verdade, etapas do método Snowflake.

Então ele adicionou um passo bônus no Snowflake Pro . Isso não faz parte do método Snowflake; é apenas um pouco de guloseima como um recurso extra porque  tinha todas as informações necessárias:

Ao pressionar um botão , o  Snowflake Pro  escreverá o esqueleto de uma proposta de livro para o seu romance. Se você fizer todos os seis primeiros passos do método Snowflake, todos eles irão direto para os lugares corretos em sua proposta. Se você pular etapas, tudo bem – o  Snowflake Pro  deixará espaços vazios em sua proposta, com instruções sobre como preenchê-las.

O Snowflake Pro  também escreverá em espaços vazios para coisas como sua análise de mercado e plano de marketing que NÃO fazem parte do método Snowflake – junto com algumas sugestões inteligentes sobre como preencher essas partes essenciais.

Basta pressionar esse botão  e o  Snowflake Pro  salvará o esqueleto de sua proposta como um arquivo RTF no disco rígido – pronto para ser carregado em qualquer processador de texto, onde você poderá preencher todos os detalhes. (Arquivos RTF são universais. Todos os processadores de texto podem lê-los.)

Se você já tentou escrever uma proposta de livro , sabe que a parte mais difícil é apenas começar. O que deve entrar e o que não deve? Como você formata isso? Como você sabe se está fazendo certo?

Não fique paralisado pela incerteza . Randy Ingermanson ama escrever propostas. Já escreveu inúmeras. Um dos seus ex-editores ensina “como escrever uma proposta” em conferências o tempo todo, usando uma proposta antiga que ele vendeu para ele anos atrás.

Com o uso do o Snowflake Pro dá para começar a usar  sua proposta. E, em seguida, use todas as dicas práticas que o  Snowflake Pro  incorpora na proposta para guiá-lo no polimento de alto brilho.

Proposta Pro Snowflake

Sua licença

Ao comprar o Snowflake Pro , você compra uma licença para executá-lo em até cinco de suas próprias máquinas pessoais. Se você tem um laptop e um computador de mesa e possui outros computadores que seu cônjuge e seus filhos usam, você está licenciado para instalar e executar o  Snowflake Pro  em todos eles. Sim com certeza. Essa é uma licença muito permissiva. Em troca disso, é importante que você não pirateie o  Snowflake Pro . Todos temos que fazer a coisa certa; por isso agradece antecipadamente por você fazer a coisa certa por ele.

O Snowflake Pro será executado no seu computador?

Randy Ingermanson escreveru o Snowflake Pro  em uma linguagem chamada Java, que roda em qualquer laptop moderno ou computador desktop executando Mac, Windows ou Linux. Se o seu computador era novo nos últimos seis anos, você deve ser capaz de baixar o  Snowflake Pro , instalá-lo e executá-lo. O trabalho de Randy Ingermanson foi duro com sua equipe de testadores para tornar todo o processo o mais simples e livre de erros possível. Veja os Requisitos do Sistema abaixo. Se não conseguir que o  Snowflake Pro  funcione em pelo menos um dos seus computadores, ELE LHE DEVOLVE SEU DINHEIRO

Requisitos do sistema:  15 MB de espaço no disco rígido. Java versão 1.5 ou posterior.

(Java vem instalado na maioria dos computadores modernos. Se não estiver pré-instalado em sua máquina, você pode obter Java GRÁTIS no site oficial do Java aqui .) Aqui estão os sistemas em que a equipe de testadores testou o  Snowflake Pro  :

  • No Windows XP ,  é bom.
  • No Windows Vista ,  Windows 7 ,  Windows 8 ou Windows 10 ,  é extremamente bom.
  • Em um Mac , ( Tiger ,  Leopard ,  Snow Leopard ,  Leão ,  Leão da montanha , Mavericks ,  Yosemite, El Capitan, Sierra, ou High Sierra ),  está excepcionalmente bom.
  • No Linux ,  você tem alguma distribuição recente com o Java instalado,  é bom.

Por favor, note que tablets e telefones não são laptops ou computadores desktop. Snowflake Pro não executa em um iPad, iPod, iPhone, Blackberry ou dispositivo Android. 

Upgrades gratuitos para a vida. Sem brincadeiras!

Quando você compra o Snowflake Pro , está comprando todas as atualizações futuras que Randy Ingermanson já fez. Como parte do processo de compra, você  fornecerá seu endereço de e-mail. Seu sistema enviará um e-mail sempre que houver um upgrade do  Snowflake Pro .Isso é para  corrigir um bug, adicionar um novo exemplo do Snowflake,  adicionar um novo recurso para tornar o  Snowflake Pro  ainda mais poderoso ou mais fácil de usar, você receberá a atualização. Quase instantaneamente pela internet. Livre.

Randy Ingermanson é romancista  e pretende usar o  Snowflake Pro  em todos os romances que  escrever a partir de agora. Então você pode apostar suas tulipas que ele vai fazer isso funcionar tão bem quanto possível, tão facilmente quanto possível, e tão confiável quanto possível. Ele é um perfeccionista e quer que seu software funcione perfeitamente. Tem muito mais controle sobre o  Snowflake Pro  do que sobre aquele processador de texto miserável e desajeitado que comprou de You-Know-Who.

É por isso que o Snowflake Pro  está disponível apenas como um download eletrônico. Ele não envia um CD para você. Você faz o download do  Snowflake Pro  pela internet. Dessa forma, sempre que houver uma nova atualização, o sistema enviará um e-mail solicitando que você baixe a versão mais recente. Esse tipo de política de atualização não seria econômico se ele distribuísse o  Snowflake Pro  em CDs. 

Aqui está o que você ganha no Snowflake Pro

Aqui estão algumas das principais coisas que  você obtém no  Snowflake Pro :

  • Uma forma fácil  de trabalhar em cada uma das principais etapas do método Snowflake:
    • Seu enredo de uma frase . Esta é a sua ferramenta de vendas mais poderosa para vender o seu livro.
    • Seu resumo de um parágrafo . Se alguém perguntar sobre sua “estrutura de três atos”, é isso em um parágrafo. Memorize antes de falar com editores ou agentes.
    • Sua informação chave do personagem . As histórias de cada personagem, ambição, epifania e outras informações cruciais. Se você não entende seus personagens, é porque você ainda não fez as perguntas certas.
    • Uma sinopse de uma página . Crescer isso naturalmente a partir do seu resumo de um parágrafo. Esta é a sua linha de base para criar a sinopse que você precisará para seu editor algum dia.
    • Esboços de personagens . Estes são ótimos para inserir diretamente em uma proposta, porque os editores adoram ficção voltada para personagens.
    • Uma sinopse de quatro páginas . Expanda isso a partir da sua sinopse de uma página. Com isso em mãos, você saberá todas as curvas importantes da sua história.
    • Bíblias de personagens . É aqui que você salva todos os detalhes incômodos de que precisa para escrever caracteres tridimensionais. Cuide dos detalhes e seus personagens cuidarão de você.
    • Uma lista de cenas . Você pode conseguir isso rolando importando uma de suas sinopses, então ajuste-a para ter uma visão geral de cada cena em seu romance. Isso torna a reorganização de cenas em seu romance uma brisa. Inclui uma projeção de contagem de palavras para que você possa estimar quanto tempo seu romance será.
    • Detalhes da cena . Qualquer informação perdida que você precisa para cada cena vai aqui. Não perca essa informação! Coloque onde você não pode perder.
  • Ajuda de áudio em cada etapa do floco de neve . Se você é um aprendiz de áudio, isso ajudará a bloqueá-lo na sua memória.
  • Ajuda de texto em cada etapa do floco de neve . Se você precisa ver as palavras, esta é para você.
  • Quatro exemplos de flocos de neve para mostrar como é feito:
    • Ido com o vento
    • Harry Potter e a Pedra Filosofal
    • piratas do Caribe
    • Orgulho e Preconceito
  • Um botão para criar o esqueleto da sua proposta . Clique nesse botão e o  Snowflake Pro  gravará um arquivo RTF que contém o núcleo de uma proposta. Não fique paralisado por dúvidas sobre como escrever uma proposta.
  • A sabedoria acumulada  de mais de 20 anos de um romancista publicado o gabarita a dizer que seu método e seu programa são eficazes. Já publicou seis romances. Ganhou cerca de uma dúzia de prêmios. O método Snowflake contém o que ele acredito ser essencial para escrever ficção. E

O problema?

Não existe tradução para o Português até o momento. Precisamos aguardar que Randy Ingermanson faça a tradução do programa para que os brasileiros possam adquiri-lo.

Temos de nós o ar que respiramos

a pessoa que você gosta está se afastando

Preciso lhe dizer algo que me vai no coração. Eu não faço ideia de como anda sua vida, nem os planos que você fez e seguiu ou deixou de lado. Também não sei dizer como deve estar seu coração em relação a mim ou a tudo que lhe aconteceu neste tempo em que não nos vemos. Não tenho a mínima ideia de tudo que ocorreu em sua vida sem a minha presença. Não sei se em seu calendário consta a época em que estivemos juntos, ou que importância tive para sua vida nesse nosso longo tempo afastados. Sei apenas que o tempo existe, que passou e eu continuo a lembrar sua voz, seu olhar, seu sorriso, o primeiro beijo e os outros também.

Na verdade você foi meu primeiro amor, meu primeiro namorado, meu primeiro beijo na boca… e o gosto ficou até hoje. Depois… nos afastamos. Casei. Você casou. Enviuvei. Você se lamentou. A vida nos separou. Foi nosso primeiro desencontro. Mas a vida seguiu e nossos caminhos foram eternos desencontros. Quando nos encontrávamos estávamos com outros parceiros.

Não tenho a menor ideia das adversidades passadas por você, assim como você também não sabe das minhas. No entanto, lembro de cada momento em que nos encontramos pela vida, nossas mãos se tocaram no dia em que meus pacotes de presente de Natal caíram e alguém ajudou a pegá-los do chão. Quando ergui meus olhos, já arrepiada pelo toque, encontrei seu olhar no meu. Não sei se você me ajudou porque já sabia que era eu, ou foi solícito com alguém desconhecido.

Sabe, sua voz está tão entranhada em mim que aquela vez que uma aluna pediu para eu ligar ao chefe dela não me toquei. Eu liguei e ouvi você. Do outro lado estava você! Pensei sufocar. Tive ímpetos de lhe dizer: Eu ainda amo você. Mas, o racional foi mais assentado e meu marido estava do outro lado da sala. Você me convidou. Estava sozinho. Eu havia voltado para meu ex.  Senti um arrepio de amor e uma vontade louca de descobrir nós dois. Um repuxo de arrependimento, olhando para aquele com quem eu levava minha vida.

Não sei como é sua companheira de caminho. Imagino que a ame, mas gostaria muito de estar colada lá no fundo de sua alma, como você está na minha.

Espero que um dia você possa ler esta carta e, quem sabe, responder pela internet que alguém que você muito amou deixou o perfume de sua inocência dos nossos anos dourados impregnado no ar que respiramos juntos, porque apenas isso temos de nós.

A fala tola de uma idealista

precipicio

Tenho alma de artista. Escrevo para dizer o que sinto e, às vezes, até consigo subir no meu pódio solitário e do alto daquele palco sinto quão longe estou daqueles que amo e gostaria de dizer o que me vai dentro do peito.

Sonhei um Brasil melhor para estes novos tempos, no entanto, apesar de gritar para o mundo, ele pareceu deserto ao meu chamado.

Vamos de novo aos braços enganosos do PT, porque a direita não soube trazer a si seus amantes. Não há ouvidos que me escutem, posto que não ouviram ninguém.

Nem todas as bocas capazes de falar os altos tons universais conseguiram inundar os corações de amor pelo país.

É tudo tão rude neste mundo de aparências e mentiras inventadas para agradar os ouvidos tolos. O candidato tal não gosta de mulheres e gayz, o candidato tal não tem carisma para agradar o povo.

Percebo a vastidão do mundo dos que tem ouvidos e não querem ouvir, dos que tem olhos e não querem enxergar.

Há muito deixaram de acreditar no amor verdadeiro pelo país em que nasceram ou não sentem realmente o amor que dizem ter.

Mas, nós os poetas perdidos continuamos procurando solução.

Quando os sons saem pela boca a fala se mistura com o ardor e desconecta com os partidários surdos e cegos, mas que gritam aquilo de que nem sabem o que pode ser.

A tal ponto que confundem o poder com as palavras, as querências com os atos.

Eu que não sei do mundo. Acho que estão todos vendo por um espelho torto.

Eu … amante das palavras não consigo convencer que as trevas estão inundando, porque resulta em revolta das minhas palavras

Estão encantados com a música poderosa vinda do canto da sereia e seguem cegos e surdos o caminho da massa para o precipício, logo ali

Não consigo arriscar um pronome se quer.

Meu sujeito tornou-se verbo indefinido, fora da gramatica … sem rima, sem conceito, preso no próprio discurso que evita a derrota, mas percebe o caminho resvalando cada vez mais para o fundo.

Amanhã … quando a curva do tempo transformar esta língua em que falo em figuras nas trevas das cavernas já pintadas na história alcançarei a inutilidade real do que preguei.

E nesta imagem vazia vou devanear como uma tola na busca de qualquer coisa que importa agora, se é que existe o que importa.

A insanidade tomou conta do destino e o eterno desalento do povo será cuspido pela curva do tempo, que já não há mais o que fazer para voltar atrás.