Agradecimentos

carta-de-amor

O tempo muda as pessoas tal qual o diamante é lapidado

Acho difícil escrever agradecimentos pela simples razão de que fui abençoada com a estabilidade econômica quando passei a escrever, o que sempre foi o sonho da minha vida. Quando penso nos meus primeiros romances e os releio vejo que meu trabalho hoje já está mais apurado e amadurecido. Eu não somente li e leio inúmeros autores, como estou sempre fazendo cursos no intuito de melhorar cada vez mais a minha escrita. Além de ser maravilhoso, me faz sentir como se o existir seja uma benção e estou sempre procurando  um  recorde  a  ser quebrado  sobre o trabalho anterior. Mesmo assim, cada autor lido e cada professor do criar literário merecem a minha gratidão.

Claro, preciso como sempre, agradecer a Paulo Roberto, meu esposo. Somos casados há vinte e oito anos e temos uma bela vida juntos, com quatro filhos adultos e casados, dez livros publicados. Tem sido como um redemoinho desde o começo, e não consigo imaginar ter todas essas experiências com qualquer outra pessoa que não o meu marido ao meu lado. Ele, com sua paciência, fez a primeira revisão de todos os meus textos.

Agradeço, em especial, aos meus leitores que sempre estão me acompanhando e dando ideias de novos romances.

A cada um de vocês deixo o meu abraço mais carinhoso.

Silvia R. Pellegrino

]