Processos migratórios tornaram-se obras literárias lançadas recentemente

deboraDébora Finkielsztejn, autora de ‘O alfaiate polonês’: processo migratório do século 20 inspirou a obra

Gente que chega para ficar. Gente que vai para nunca mais. Milton Nascimento e Fernando Brant sintetizaram, em música, a situação de migrantes e imigrantes brasileiros e estrangeiros. Chegar e partir faz parte da natureza humana — estamos todos em constante deslocamento. Mas o abandono do local onde se nasce e cresce, por vontade ou imposição, marca a memória. Justamente por isso, é tema constante da literatura, seja ficcional, biográfica ou ensaística.

O assunto está em voga no momento por conta dos conflitos geopolíticos em vários países, que inspiram autores a trazer, em realidades recortadas, uma visão crítica do mundo em que vivemos. Apenas no Brasil, o número de imigrantes aumentou 160% em 10 anos, segundo dados divulgados em junho pela Polícia Federal. Somente no ano passado, 120 mil estrangeiros chegaram ao país. Um movimento parecido, mas em escala menor, com a chegada dos imigrantes no século 20, principalmente famílias que fugiam das guerras.

Recentemente, a escritora carioca Débora Finkieslztejn lançou um olhar particular sobre esse movimento em O alfaiate polonês, romance de estreia da ex-livreira. A obra conta a história de Moishe, patriarca da família Luitermann, que deixa a Polônia em 1930 em busca de condições melhores para a mulher e os cinco filhos. Entretanto, antes de partir, dois filhos são convocados a lutar, causando uma separação abrupta e inesperada.

Quando tradições, raízes, familiares e tudo aquilo que se conhece por lar fica para trás, há uma crise de identidade. Esse é um dos aspectos tratados no livro de Débora, um romance com traços biográficos. “Muitas pessoas que leram o livro me falaram que viveram histórias parecidas, isso me surpreendeu”, contou a autora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s