LIBERDADE É UM PASSE

mulher a beira marLIBERDADE

 

Liberdade, liberdade

tão procurada, decantada.

Onde te escondes insana?

Mãe dos desesperados.

Liberdade, liberdade

tão tolhida, esmagada.

Em que espaços andarás

tão deturpadas estás.

Liberdade, liberdade

tão esperada, chamada.

Não fujas das gentes,

que te clamam em prantos.

Liberdade, liberdade

tão poetizada, desgastada.

Abram o peito seres viventes

A liberdade está enterrada.

Busquem no íntimo, seres carentes

No âmago escondido, covarde.

 

Apenas um passe!

— Aí está —

Liberdade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s